sexta-feira, 19 de junho de 2009

Dando brilho ao olhar (parte II)

Vamos prosseguir, então, o trabalho, evidenciando as etapas 6, 7 e 8.

Etapa 6


1. Utilize o lápis de carvão aglutinado para definir contornos;

2. Não carregue demasiado pois estes traços tornar-se-ão definitivos;

3. Tenha em atenção a orientação dos pelos que formam a sobrancelha;

4. Limpe o desenho com um trapo.

 

Etapa 7

 


1.     Utilize um fragmento do carvão vegetal mais largo trabalhando-o deitado de forma a criar uma névoa sobre todo o desenho (não carregue demasiado);

2.     Não se preocupe. As linhas principais do desenho não desaparecerão porque foram definidas com o carvão aglutinado;

3.     Espalhe o carvão com os dedos de forma a tornar mais uniforme a mancha;

4.     Passe uma esponja sobre a mancha criada de modo a uniformizá-la ainda mais.

 

Etapa 8

 

Abra luzes:

1.     Dê forma à borracha miolo de pão. Esta adquirirá a forma que quiser, absorverá o carvão tornando-se gradualmente negra, mas nunca sujará o trabalho;

2.     Com uma ponta criada na borracha abra a pintinha do olho;

3.     Abra os brancos na zona da pálpebras  superior e da sobrancelha;

4.     Abra brancos na pálpebra inferior. Esta é uma zona de luz e não deve ser marcada a negro;

5.     Abra luzes dentro do olho, sabendo que a pálpebra superior projecta sombra no olho, logo, o branco não deve ser aberto até ela (como de resto se pode observar na figura).

6.     Abra brilhos na área do nariz e na área por baixo da pálpebra inferior. Deixe uma área de sombra a fazer a passagem com a luz da pálpebra inferior.

7.     Conclua esta fase aplicando laca de cabelo que servirá de fixativo. Os brancos, a partir desta aplicação, de laca, nunca mais poderão ser reabertos com a mesma intensidade.

Sem comentários:

Enviar um comentário